Sábado, 27 de Setembro de 2008

Estou quase que louco!
Ouço vozes ecoarem nas paredes do meu quarto,
Vozes frias, sombrias…
Vozes que desconheço e temo.

Vejo, do tecto, caírem gotas de sangue,
Um coração ferido…
Antes repleto de amor e afecto,
Agora vazio e abandonado…

Pó acumula-se na mobília esquecida,
Flores, no vaso, secaram com o tempo.
Sou eu e tudo isto…
Sou eu e o meu pensamento…

Mexo e remexo no passado,
Procuro alento para enfrentar o futuro…
Já não sou mais amado,
O meu dia é de uma só cor: escuro!

Preciso de voltar a viver,
Sentir o vento bater na minha face…
Fitar o horizonte e não olhar para trás,
E evitar dizer que apenas “passei por passar”…


Publicado por Sandro M. Gomes às 20:54
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26

28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO