Sábado, 07 de Março de 2009



O amor é assim mesmo...
Chega sem enviar aviso,
Vem cristalino, nu, como uma criança nascida,
Ou vem ferido por uma seta espinhosa,
Não bate à porta, entra e instala-se.

Emerge, como um anjo azul, entoando cânticos;
Da nuvem onde jazia oculto,
Perturbação do nosso coração solitário,
Ou um voo amargo procurando afecto.

Aromatiza o nosso corpo,
E faz todo dia ser Domingo Primaveril,
A nossa vaidade mais vaidosa ainda,
Sorrimos para o espelho, ele ao lado.

O amor é assim mesmo...
Floresce dum olhar, duma palavra...
Germina dum sorriso ou vem à toa,
Delicado como quem devia vir antes,
Arriscando-se, ou como quem não quer nada.

O amor é assim mesmo...
Ao chegar traz na bagagem saudade,
Enraizando-se para toda a vida,
Faz as mágoas serem apenas instantes,
Por pouco tempo, e depois parte,
E deixa em nós um prejuízo desmedido.

O amor é assim mesmo...


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:06
:O

Que encanto ;$
O amanhecer acontece ... a 11 de Abril de 2009 às 22:10

Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13

15
16
17
19
20
21

22
24
25
27
28

29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO