Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Se tu queres que pare de chorar
Diz ao tempo que pare neste mesmo momento.
Choro eu e chora o tempo também,
Ele e eu, tanto…
Que, só para que não fiques triste,
Quero tornar o choro uma canção.
Uma canção para te lembrares
Quando eu partir, para sempre…

Deixa-me chorar, assim desta forma,
Porque eu não vivo sem ti,
E a vida em mim 
Mostra-se dolorosa demais para ser vida.
Mas, porque eu te adoro,
Beija-me até ao fim… 
Limpa estas lágrimas de amor, 
Porque te amo, muito para além do amor!


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:56
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
14
15

20
21
23
25
26

30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO