Quarta-feira, 28 de Maio de 2008


Como está triste este dia.
Frio, vento, solidão.
E com uma chama luzidia
Me aqueço, sozinho, neste casarão.
Percorro os meus sonhos, lentamente.


Percorro o meu mundo ideal,
Onde vivo, temporariamente,
Quando a tua ausência é total.
 


É uma ausência dolorosa,
Como todas as são,
Quando quem vai embora
É dona de todo o meu coração.
 


Mas eu sei que a distância
Traz a saudade e nunca o esquecimento.
E essa tua natural fragrância
Cala, por breves instantes, o meu tormento.
 


Mas é muito o tempo sem te ver,
Logo na altura que agora impera,
Em que o amor acaba por vencer
Mesmo naqueles que não estão à espera.
 


Porém eu tenho que esperar
Muito mais que ninguém.
Mas quando a minha hora chegar,
Verás o que significa realmente a palavra amar...



Publicado por Sandro M. Gomes às 20:13
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14

23



pesquisar neste blog
 
blogs SAPO