Segunda-feira, 20 de Julho de 2009

Lindo o reflexo da lua no charco de água,

Refrescante o vento a bater na minha face,

Melódico o som dos grilos na noite escura,

Corajoso, eu, que parto à aventura!


Amor, o tempo sabe quem nós somos,

Sabe o amor que nutrimos um pelo outro,

Sabe quais os nossos maiores medos,

Sabe quando colocar um fim à nossa existência!


Existem limitações ao nosso infinito amor,

Algo que não conseguimos controlar:

O tempo que nos resta neste mundo,

Um entrave à duração do nosso amor!


Acreditas em amor eterno,

Ou achas que não passam de promessas?

Eu costumava acreditar…

Até que o nosso amor acabou!


Foto: Love Remains de Augusto Peixoto



Publicado por Sandro M. Gomes às 16:55
Eu também acreditava em amor eterno... mas, depois de sofrer tanto por alguém q um dia disse q me amava... eu passei a não acreditar mais no AMOR! E principalmente nessas promessas de amor eterno!
Quem sabe um dia,eu possa mudar de opinião!

Gosto muito daqui!
Parabéns!
Um beijão em seu coração
Nike a 20 de Julho de 2009 às 21:08

Deixei-te um selo no meu blog. Vai lá ver.
dRiKa a 22 de Julho de 2009 às 18:26

Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO