Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

O tempo acaba por ser demasiado lento
Para quem se dá ao trabalho de esperar;
Demasiadamente rápido para quem insiste;
Excessivamente longo para quem sofre;
Deveras curto para quem aproveita;
Mas para quem ousa amar, o tempo não existe!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:37

O tempo acaba por ser demasiado lento
Para quem se dá ao trabalho de esperar;
Demasiadamente rápido para quem insiste;
Excessivamente longo para quem sofre;
Deveras curto para quem aproveita;
Mas para quem ousa amar, o tempo não existe!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:37

O tempo acaba por ser demasiado lento
Para quem se dá ao trabalho de esperar;
Demasiadamente rápido para quem insiste;
Excessivamente longo para quem sofre;
Deveras curto para quem aproveita;
Mas para quem ousa amar, o tempo não existe!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:37

O tempo acaba por ser demasiado lento
Para quem se dá ao trabalho de esperar;
Demasiadamente rápido para quem insiste;
Excessivamente longo para quem sofre;
Deveras curto para quem aproveita;
Mas para quem ousa amar, o tempo não existe!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:37

O tempo acaba por ser demasiado lento
Para quem se dá ao trabalho de esperar;
Demasiadamente rápido para quem insiste;
Excessivamente longo para quem sofre;
Deveras curto para quem aproveita;
Mas para quem ousa amar, o tempo não existe!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:37

O tempo acaba por ser demasiado lento
Para quem se dá ao trabalho de esperar;
Demasiadamente rápido para quem insiste;
Excessivamente longo para quem sofre;
Deveras curto para quem aproveita;
Mas para quem ousa amar, o tempo não existe!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:37
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14

23



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO