Quinta-feira, 29 de Maio de 2008


Queria esquecer a luz dos teus olhos,
Porque assim eu não sentiria saudades deles...
Queria esquecer o tom da sua voz
E essa tua forma de falar,
Esse sorriso lindo que só na tua boca vejo...


Queria tanto, mas não posso,
Pois o meu sentimento por ti é deveras forte,
Impossível de tentar sequer esquecer.
Mas uma coisa é certa, amo-te,
Pois não sei ser para além de ti...


Mesmo na inútil ânsia de te esquecer,
Acabo por, a cada segundo, amar-te cada vez mais…
Hoje mais do que ontem e amanhã mais do que nunca!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:01


Queria esquecer a luz dos teus olhos,
Porque assim eu não sentiria saudades deles...
Queria esquecer o tom da sua voz
E essa tua forma de falar,
Esse sorriso lindo que só na tua boca vejo...


Queria tanto, mas não posso,
Pois o meu sentimento por ti é deveras forte,
Impossível de tentar sequer esquecer.
Mas uma coisa é certa, amo-te,
Pois não sei ser para além de ti...


Mesmo na inútil ânsia de te esquecer,
Acabo por, a cada segundo, amar-te cada vez mais…
Hoje mais do que ontem e amanhã mais do que nunca!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:01


Queria esquecer a luz dos teus olhos,
Porque assim eu não sentiria saudades deles...
Queria esquecer o tom da sua voz
E essa tua forma de falar,
Esse sorriso lindo que só na tua boca vejo...


Queria tanto, mas não posso,
Pois o meu sentimento por ti é deveras forte,
Impossível de tentar sequer esquecer.
Mas uma coisa é certa, amo-te,
Pois não sei ser para além de ti...


Mesmo na inútil ânsia de te esquecer,
Acabo por, a cada segundo, amar-te cada vez mais…
Hoje mais do que ontem e amanhã mais do que nunca!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:01


Queria esquecer a luz dos teus olhos,
Porque assim eu não sentiria saudades deles...
Queria esquecer o tom da sua voz
E essa tua forma de falar,
Esse sorriso lindo que só na tua boca vejo...


Queria tanto, mas não posso,
Pois o meu sentimento por ti é deveras forte,
Impossível de tentar sequer esquecer.
Mas uma coisa é certa, amo-te,
Pois não sei ser para além de ti...


Mesmo na inútil ânsia de te esquecer,
Acabo por, a cada segundo, amar-te cada vez mais…
Hoje mais do que ontem e amanhã mais do que nunca!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:01


Queria esquecer a luz dos teus olhos,
Porque assim eu não sentiria saudades deles...
Queria esquecer o tom da sua voz
E essa tua forma de falar,
Esse sorriso lindo que só na tua boca vejo...


Queria tanto, mas não posso,
Pois o meu sentimento por ti é deveras forte,
Impossível de tentar sequer esquecer.
Mas uma coisa é certa, amo-te,
Pois não sei ser para além de ti...


Mesmo na inútil ânsia de te esquecer,
Acabo por, a cada segundo, amar-te cada vez mais…
Hoje mais do que ontem e amanhã mais do que nunca!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:01


Queria esquecer a luz dos teus olhos,
Porque assim eu não sentiria saudades deles...
Queria esquecer o tom da sua voz
E essa tua forma de falar,
Esse sorriso lindo que só na tua boca vejo...


Queria tanto, mas não posso,
Pois o meu sentimento por ti é deveras forte,
Impossível de tentar sequer esquecer.
Mas uma coisa é certa, amo-te,
Pois não sei ser para além de ti...


Mesmo na inútil ânsia de te esquecer,
Acabo por, a cada segundo, amar-te cada vez mais…
Hoje mais do que ontem e amanhã mais do que nunca!



Publicado por Sandro M. Gomes às 19:01


O tempo passa a correr,
E aqui estou eu, sentado.
Aguardo aquele olhar que tu trazes
Que neste lapso de tempo me faz flutuar...


E tu, tão longe, mas no meu coração,
E eu aqui, à tua procura,
Tento a todo o custo encontrar a tua alma
Que subitamente se soltou da minha mão.


Há tanto para se falar no amor,
Na vida, no sonho, e eu aqui
Calado, perdido entre as palavras.
Tento pronunciar aquela frase,
Simples, antiga, porém sincera.
Eu amo-te...



Publicado por Sandro M. Gomes às 18:58


O tempo passa a correr,
E aqui estou eu, sentado.
Aguardo aquele olhar que tu trazes
Que neste lapso de tempo me faz flutuar...


E tu, tão longe, mas no meu coração,
E eu aqui, à tua procura,
Tento a todo o custo encontrar a tua alma
Que subitamente se soltou da minha mão.


Há tanto para se falar no amor,
Na vida, no sonho, e eu aqui
Calado, perdido entre as palavras.
Tento pronunciar aquela frase,
Simples, antiga, porém sincera.
Eu amo-te...



Publicado por Sandro M. Gomes às 18:58


O tempo passa a correr,
E aqui estou eu, sentado.
Aguardo aquele olhar que tu trazes
Que neste lapso de tempo me faz flutuar...


E tu, tão longe, mas no meu coração,
E eu aqui, à tua procura,
Tento a todo o custo encontrar a tua alma
Que subitamente se soltou da minha mão.


Há tanto para se falar no amor,
Na vida, no sonho, e eu aqui
Calado, perdido entre as palavras.
Tento pronunciar aquela frase,
Simples, antiga, porém sincera.
Eu amo-te...



Publicado por Sandro M. Gomes às 18:58


O tempo passa a correr,
E aqui estou eu, sentado.
Aguardo aquele olhar que tu trazes
Que neste lapso de tempo me faz flutuar...


E tu, tão longe, mas no meu coração,
E eu aqui, à tua procura,
Tento a todo o custo encontrar a tua alma
Que subitamente se soltou da minha mão.


Há tanto para se falar no amor,
Na vida, no sonho, e eu aqui
Calado, perdido entre as palavras.
Tento pronunciar aquela frase,
Simples, antiga, porém sincera.
Eu amo-te...



Publicado por Sandro M. Gomes às 18:58


O tempo passa a correr,
E aqui estou eu, sentado.
Aguardo aquele olhar que tu trazes
Que neste lapso de tempo me faz flutuar...


E tu, tão longe, mas no meu coração,
E eu aqui, à tua procura,
Tento a todo o custo encontrar a tua alma
Que subitamente se soltou da minha mão.


Há tanto para se falar no amor,
Na vida, no sonho, e eu aqui
Calado, perdido entre as palavras.
Tento pronunciar aquela frase,
Simples, antiga, porém sincera.
Eu amo-te...



Publicado por Sandro M. Gomes às 18:58


O tempo passa a correr,
E aqui estou eu, sentado.
Aguardo aquele olhar que tu trazes
Que neste lapso de tempo me faz flutuar...


E tu, tão longe, mas no meu coração,
E eu aqui, à tua procura,
Tento a todo o custo encontrar a tua alma
Que subitamente se soltou da minha mão.


Há tanto para se falar no amor,
Na vida, no sonho, e eu aqui
Calado, perdido entre as palavras.
Tento pronunciar aquela frase,
Simples, antiga, porém sincera.
Eu amo-te...



Publicado por Sandro M. Gomes às 18:58
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14

23



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO