Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

Neste longo mar que navego
Essa voz que ouço,
Neste corpo que possuo e governo.


Só tu tens a sabedoria da vida,
O sentido de todas as emoções.
Tens o talento do amor, instinto,
Tens o toque imprevisível
Que provoca prazeres eternos.


Só mesmo tu, com esses expressivos olhos,
Entre os dedos o sussurrar do coração.
Conheces bem os segredos do amor
E dessa forma cativas, fascinas…


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:03

Neste longo mar que navego
Essa voz que ouço,
Neste corpo que possuo e governo.


Só tu tens a sabedoria da vida,
O sentido de todas as emoções.
Tens o talento do amor, instinto,
Tens o toque imprevisível
Que provoca prazeres eternos.


Só mesmo tu, com esses expressivos olhos,
Entre os dedos o sussurrar do coração.
Conheces bem os segredos do amor
E dessa forma cativas, fascinas…


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:03

Neste longo mar que navego
Essa voz que ouço,
Neste corpo que possuo e governo.


Só tu tens a sabedoria da vida,
O sentido de todas as emoções.
Tens o talento do amor, instinto,
Tens o toque imprevisível
Que provoca prazeres eternos.


Só mesmo tu, com esses expressivos olhos,
Entre os dedos o sussurrar do coração.
Conheces bem os segredos do amor
E dessa forma cativas, fascinas…


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:03

Neste longo mar que navego
Essa voz que ouço,
Neste corpo que possuo e governo.


Só tu tens a sabedoria da vida,
O sentido de todas as emoções.
Tens o talento do amor, instinto,
Tens o toque imprevisível
Que provoca prazeres eternos.


Só mesmo tu, com esses expressivos olhos,
Entre os dedos o sussurrar do coração.
Conheces bem os segredos do amor
E dessa forma cativas, fascinas…


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:03

Neste longo mar que navego
Essa voz que ouço,
Neste corpo que possuo e governo.


Só tu tens a sabedoria da vida,
O sentido de todas as emoções.
Tens o talento do amor, instinto,
Tens o toque imprevisível
Que provoca prazeres eternos.


Só mesmo tu, com esses expressivos olhos,
Entre os dedos o sussurrar do coração.
Conheces bem os segredos do amor
E dessa forma cativas, fascinas…


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:03

Neste longo mar que navego
Essa voz que ouço,
Neste corpo que possuo e governo.


Só tu tens a sabedoria da vida,
O sentido de todas as emoções.
Tens o talento do amor, instinto,
Tens o toque imprevisível
Que provoca prazeres eternos.


Só mesmo tu, com esses expressivos olhos,
Entre os dedos o sussurrar do coração.
Conheces bem os segredos do amor
E dessa forma cativas, fascinas…


Publicado por Sandro M. Gomes às 22:03

Contigo a experiência é sempre nova.
Há sempre um novo jogo,
Onde se confundem amor e prazer,
Onde corpo e espírito se tornam um só.

Nesses movimentos de dança
Toda a vida se renova.

Não existem estações do ano,
É constantemente primavera.
Quando espero por ti
E, tumultuosamente, tudo se passa
Nesse nosso fascinante encontro.


Publicado por Sandro M. Gomes às 15:02

Contigo a experiência é sempre nova.
Há sempre um novo jogo,
Onde se confundem amor e prazer,
Onde corpo e espírito se tornam um só.

Nesses movimentos de dança
Toda a vida se renova.

Não existem estações do ano,
É constantemente primavera.
Quando espero por ti
E, tumultuosamente, tudo se passa
Nesse nosso fascinante encontro.


Publicado por Sandro M. Gomes às 15:02

Contigo a experiência é sempre nova.
Há sempre um novo jogo,
Onde se confundem amor e prazer,
Onde corpo e espírito se tornam um só.

Nesses movimentos de dança
Toda a vida se renova.

Não existem estações do ano,
É constantemente primavera.
Quando espero por ti
E, tumultuosamente, tudo se passa
Nesse nosso fascinante encontro.


Publicado por Sandro M. Gomes às 15:02

Contigo a experiência é sempre nova.
Há sempre um novo jogo,
Onde se confundem amor e prazer,
Onde corpo e espírito se tornam um só.

Nesses movimentos de dança
Toda a vida se renova.

Não existem estações do ano,
É constantemente primavera.
Quando espero por ti
E, tumultuosamente, tudo se passa
Nesse nosso fascinante encontro.


Publicado por Sandro M. Gomes às 15:02

Contigo a experiência é sempre nova.
Há sempre um novo jogo,
Onde se confundem amor e prazer,
Onde corpo e espírito se tornam um só.

Nesses movimentos de dança
Toda a vida se renova.

Não existem estações do ano,
É constantemente primavera.
Quando espero por ti
E, tumultuosamente, tudo se passa
Nesse nosso fascinante encontro.


Publicado por Sandro M. Gomes às 15:02

Contigo a experiência é sempre nova.
Há sempre um novo jogo,
Onde se confundem amor e prazer,
Onde corpo e espírito se tornam um só.

Nesses movimentos de dança
Toda a vida se renova.

Não existem estações do ano,
É constantemente primavera.
Quando espero por ti
E, tumultuosamente, tudo se passa
Nesse nosso fascinante encontro.


Publicado por Sandro M. Gomes às 15:02
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
14
15

20
21
23
25
26

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO