Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

É a suavidade do teu corpo
A beleza da tua inocência,
Os desejos que tens,
A ingenuidade da tua maldade
Que me avivam.

Tu és o significado do tempo
Que eu quero guardar.
Tu és uma obra de arte
Que mesmo depois de concluída
Continua única e inigualável.

Tu és a mulher das mulheres
Que estando no meu destino
Representas tudo o que de bom existe.


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:26

É a suavidade do teu corpo
A beleza da tua inocência,
Os desejos que tens,
A ingenuidade da tua maldade
Que me avivam.

Tu és o significado do tempo
Que eu quero guardar.
Tu és uma obra de arte
Que mesmo depois de concluída
Continua única e inigualável.

Tu és a mulher das mulheres
Que estando no meu destino
Representas tudo o que de bom existe.


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:26

É a suavidade do teu corpo
A beleza da tua inocência,
Os desejos que tens,
A ingenuidade da tua maldade
Que me avivam.

Tu és o significado do tempo
Que eu quero guardar.
Tu és uma obra de arte
Que mesmo depois de concluída
Continua única e inigualável.

Tu és a mulher das mulheres
Que estando no meu destino
Representas tudo o que de bom existe.


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:26

É a suavidade do teu corpo
A beleza da tua inocência,
Os desejos que tens,
A ingenuidade da tua maldade
Que me avivam.

Tu és o significado do tempo
Que eu quero guardar.
Tu és uma obra de arte
Que mesmo depois de concluída
Continua única e inigualável.

Tu és a mulher das mulheres
Que estando no meu destino
Representas tudo o que de bom existe.


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:26

É a suavidade do teu corpo
A beleza da tua inocência,
Os desejos que tens,
A ingenuidade da tua maldade
Que me avivam.

Tu és o significado do tempo
Que eu quero guardar.
Tu és uma obra de arte
Que mesmo depois de concluída
Continua única e inigualável.

Tu és a mulher das mulheres
Que estando no meu destino
Representas tudo o que de bom existe.


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:26

É a suavidade do teu corpo
A beleza da tua inocência,
Os desejos que tens,
A ingenuidade da tua maldade
Que me avivam.

Tu és o significado do tempo
Que eu quero guardar.
Tu és uma obra de arte
Que mesmo depois de concluída
Continua única e inigualável.

Tu és a mulher das mulheres
Que estando no meu destino
Representas tudo o que de bom existe.


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:26
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO