Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Sinto-me capaz de andar sobre a água,
Atravessar o fogo!
Os meus olhos ardem para te ver,
Frente a frente,
E só tu podes apaziguar esta dor!

E os anjos da luz que controlas
Curam a ferida que brotou da minha alma!
Desde então todos os dias me desencontrava,
E hoje, hoje posso voltar a ser eu!

E sigo a pé, esvaído em sangue!
Sem forças…
Não posso falhar, não agora!
A minha fé incessante não deixará
E o tempo, outra vez o tempo…
A minha fé não vai deixar que eu falhe!

Foto: Esperança de Hugo Mota


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:09

Sinto-me capaz de andar sobre a água,
Atravessar o fogo!
Os meus olhos ardem para te ver,
Frente a frente,
E só tu podes apaziguar esta dor!

E os anjos da luz que controlas
Curam a ferida que brotou da minha alma!
Desde então todos os dias me desencontrava,
E hoje, hoje posso voltar a ser eu!

E sigo a pé, esvaído em sangue!
Sem forças…
Não posso falhar, não agora!
A minha fé incessante não deixará
E o tempo, outra vez o tempo…
A minha fé não vai deixar que eu falhe!

Foto: Esperança de Hugo Mota


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:09

Sinto-me capaz de andar sobre a água,
Atravessar o fogo!
Os meus olhos ardem para te ver,
Frente a frente,
E só tu podes apaziguar esta dor!

E os anjos da luz que controlas
Curam a ferida que brotou da minha alma!
Desde então todos os dias me desencontrava,
E hoje, hoje posso voltar a ser eu!

E sigo a pé, esvaído em sangue!
Sem forças…
Não posso falhar, não agora!
A minha fé incessante não deixará
E o tempo, outra vez o tempo…
A minha fé não vai deixar que eu falhe!

Foto: Esperança de Hugo Mota


Publicado por Sandro M. Gomes às 23:09
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO