Sexta-feira, 06 de Novembro de 2009

Os meus olhos estão cansados desta irreal realidade!

Cansados de ver os podres de uma sociedade que jaz…

Já doem de tanta pobreza verem,

De tanta tristeza, tanta falta de nobreza…


Valores que se desvanecem…

Supridos por ideologias destrutivas.

A simples ideia de o homem matar o seu semelhante

Cria em mim um desejo de auto-destruição!


Não quero ser um deles…

Um desses que têm ideais desumanos!

Esses que são capazes de pisar e humilhar o semelhante

Para serem vistos como reis numa terra de ninguém…


Os meus olhos não aguentam muito mais…

Já viram muita desgraça, destruição…

Fome, tristeza, opressão…

Estão cansados, os meus olhos….


Vou cerrar os olhos e esperar…

Esperar que o dia de amanha não seja pior!

Porque pedir melhor é pedir o paraíso!

E os meus olhos ainda não querem cerrar para sempre…


Foto: Aos olhos do observador de Flavia Roberta Picorelli Ribeiro



Publicado por Sandro M. Gomes às 23:09
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO