Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Estou ausente!
Perdido nas inconsistências da minha alma...
Escondido dos sítios mais recônditos do meu ser.
Completamente inacessível a quem quer que seja!

Vagueio pelas minhas memorias,
Deambulei como um perdido, em mim..e
Desconheço o meu estado actual,
Esqueci quem poderei vir a ser...

Esqueci o meu potencial.
Resignei a ideia de poder vir a triunfar.
Conformei-me com a perda de mim mesmo,
E com toda a tristeza que isso acarreta.

Apostei em mim tudo o que tinha…
Errei! Errei! Errei!
Perdi… perdi dolorosamente!
Perdi e perdi-me com a minha derrota!

Mas voltei mais forte que nunca!
Reavivado… com todas as forças repostas,
O sol brilhou ao meu retorno,
A lua escondeu a saudade de mim!

E tu lá estavas à minha espera,
Cabelos doirados ao vento,
Na esperança de um melhor futuro,
Onde o sonho facilmente se torna realidade!

Foto: Perdido... de Jorge Coelho

Porque te "vês" neste poema é para ti que o dedico! Um beijo Tânia.


Publicado por Sandro M. Gomes às 21:25
Uma aventura nada arriscada pelo mundo da poesia. Entra e instala-te, deixa que em ti flua, de modo sensato, o espírito e a inspiração poética.
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO